domingo, 31 de janeiro de 2016

Cunha é quase uma unanimidade nacional




Cunha é quase uma unanimidade nacional. É que quase todo mundo quer vê-lo fora da vida pública

Nenhum brasileiro, exceto sua família, acredita na sinceridade do presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha.

Tanto a situação, como a oposição e o povo brasileiro, com exceção da família do deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ), querem ver esse parlamentar fluminense banido da política nacional.

O processo de cassação de Cunha por mentir a seus pares na CPI da Petrobras sobre as contas na Suíça ganhou novos ingredientes. Num trecho da delação de Fernando Baiano na Lava-Jato contradiz outra afirmação de Cunha aos deputados.

A nação aguarda com muita ansiedade pelo fim do recesso do Poder Judiciário, para que o Supremo Tribunal Federal (STF) decida pelo afastamento de Eduardo Cunha da presidência da Câmara Federal. Esse político que acaba de ser desmentido por Fernando Soares, vulgo Baiano, que afirma que esteve duas vezes na residência de Eduardo Cunha na cidade do Rio de Janeiro, para tratar de negócios.

Por Justino Fernandes
Postar um comentário