domingo, 24 de janeiro de 2016

O PT exagerou na dose

Ninguém é ingênuo ao ponto de supor que a corrupção e a roubalheira foram inventadas no Brasil, pelo Partido dos Trabalhadores (PT). A lei do Gerson que leva políticos e servidores públicos (do Poder Executivo, Poder Judiciário e Poder Legislativo) a se apropriarem de bens públicos, os primeiros registros de práticas de ilegalidade no Brasil, datam do século XVI no período da colonização portuguesa.

O que leva os brasileiros do século XXI a acreditar que os petistas são os inventores da corrupção no Brasil é o elevado número de casos de corrupção verificados sob os governos do PT e a consequente prisão de petistas e parceiros do partido liderado por Luís Inácio Lula da Silva. Tudo isso, graças ao patriotismo de jovens procuradores da república, ao juiz Sérgio Moro e a Policia Federal (PF).

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (FHC) no seu 'livro depoimento' deixa entrever nas entrelinhas que no seu governo também existiram casos de corrupção, como a compra de votos para criar o instituto da reeleição. A Operação Lava-Jato já apontou também alguns nomes de tucanos que receberam dinheiro de empreiteiras para financiar suas campanhas. Na lista de políticos denunciados pelo procurador-geral da república (PGR), Rodrigo Janot ao STF, só o Partido Progressista (PP) presidido pelo senador Ciro Gomes (PP-PI) aparece com 32 nomes.

O PMDB do vice-presidente da república, Michel Temer rivaliza com o PT em número de políticos que são acusados por doleiros e ex-funcionários da Petrobras como recebedores de propinas.

O PT é óbvio não inventou a roda mas, pela sua expertise, fez com que ela rodasse mais velozmente.
Postar um comentário