quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

João de Deus abandonou sua categoria



O parlamentar DE DEUS
“Todas as sociedades têm dois tipos de homens, sacerdotes e bufões. Os primeiros são aqueles que sacralizam o existente e colocam o selo de verdade absoluto no conhecimento que circula como moeda corrente. Sua missão é preservar o passado e enrijecer o presente. Os bufões, entretanto, não prestam a mínima atenção às maravilhas das vestes reais que todos afirmam ver, e gritam: O rei está nu!”

O professor e suplente de deputado estadual João de Deus Sousa, que chegou ao poder legislativo municipal e estadual, graças ao apoio dos seus companheiros de ensino secundário, hoje transformado em político profissional, nunca manifestou publicamente apoio aos seus ex-companheiros. Digo ex, porque esse político dificilmente voltará à sala de aula.

João de Deus Sousa é um tipo bufão que se transformou em sacerdote. Alguém que ao ascender politicamente esqueceu suas origens e passou a servir incondicionalmente ao sistema, como um servidor dedicado e dócil.

Num momento como este em que os professores e trabalhadores da educação entram em greve em busca de melhorias salariais, um silêncio sepulcral se abateu sobre o poder legislativo estadual que não se manifesta a favor de uma categoria que vive sendo massacrada. Se me refiro ao suplente de deputado estadual João de Deus Sousa é porque se trata de um professor, que deveria ter o compromisso moral de defender uma categoria - que historicamente vem sendo massacrada pelo sistema dominante.
Postar um comentário