segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

Partido que não persegue o poder tende a desaparecer

O PSB, numa atitude digna de um partido que deseja voltar ao poder, acaba de entregar os cargos que tinha no governo do tucano Firmino Filho (FF) para lançar candidatura própria à sucessão municipal em Teresina.
Essa decisão foi tomada pelo partido para que se livre das amarras que o prendem ao prefeito de Teresina, que certamente irá cobrar fidelidade dos partidos que compõem a sua base de apoio. E livre de qualquer compromisso com o prefeito que irá disputar sua reeleição, possa lançar a candidatura do deputado federal Rodrigo Martins (PSB-PI) a prefeito de Teresina neste ano.

O PSD deveria seguir o caminho escolhido pelo PSB

O PSD, que tem um nome que aparece muito bem nas pesquisas para prefeito de Teresina, cometerá um erro imperdoável se não lançar a candidatura do Dr. Pessoa a prefeito de Teresina. Um nome que para ter sucesso na sua empreitada, só precisa de um bom marqueteiro.

O PT  precisa eleger muitos prefeitos para continuar existindo

O secretário de Justiça Daniel Oliveira
O Partido dos Trabalhadores (PT) não pode deixar de lançar candidatos a prefeito em todas as capitais e nas cidades mais importantes do país. É que o partido corre o sério risco de desaparecer do mapa político com o fim do governo Dilma Rousseff.

O professor continua sendo desvalorizado

É justa a greve dos professores porque os profissionais dessa área não são tratados como deveriam ser pelos nossos governantes. Deveriam ser tratados com respeito e serem valorizados como são os professores de países como Finlândia, Coréia do Sul e China que, num curto espaço de tempo, deram um salto em direção ao desenvolvimento.
Postar um comentário