quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

Piauí: um estado sem peso político



Trecho da obra de duplicação da BR-135, entre São Luís e Bacabeira (Foto: Cícero Freitas/Mearim)
O estado do Piauí não conta com um metro de estrada duplicada feita com recursos federais. Enquanto quase todas as capitais das regiões Sul e Sudeste são ligadas por rodovias duplicadas.

No estado do Piauí, o trecho compreendido entre a Estaca Zero e Teresina, a qualquer hora do dia o condutor de veículo se depara com congestionamento, o que poderia ser evitado com a duplicação desse trecho da BR-316.

O estado do Maranhão, que já contava com o trecho da BR-135 que liga o bairro da Estiva ao centro da capital maranhense duplicado em torno de 32 quilômetros, conseguiu junto ao DNIT recursos para a construção de mais 200 km. No trecho compreendido entre o Estreito dos Mosquitos na Ilha de São Luís e o município de Miranda do Norte.

Nem os governadores e nem as bancadas piauienses na Câmara Federal e no Senado tem prestigio sequer para conseguir um quilometro de duplicação de uma importante BR.

Com esses nossos políticos com assento no Congresso Nacional, o estado do Piauí nunca deixará a posição humilhante de último vagão da locomotiva chamada Brasil.

Mas, na imprensa piauiense, nós estamos sendo muito bem representados.
Postar um comentário