quarta-feira, 23 de março de 2016

Dilma Rousseff não se comunica com a massa



por Raimundo Nonato Soeiro Frota

A presidenta Dilma Rousseff, que a cada dia que passa perde o apoio da classe média, o espectro mais consciente da sociedade brasileira, se pelo menos contasse com o apoio das Forças Armadas e soubesse se comunicar com as massas, contaria com dois apoios muito importantes.

A linguagem usada pela presidenta Dilma Rousseff não atinge os pobres, os mais beneficiados pelos governos do Partido dos Trabalhadores (PT), através dos programas sociais. Programas clientelistas, assistencialistas e paternalistas é verdade, mas de grande alcance social. Programas que deveriam ter um caráter provisório, mas que foram transformados em programas definitivos.

Não saber se comunicar com esse seguimento da sociedade brasileira, talvez seja o grande erro e a maior dificuldade dessa presidenta - que não tem um perfil popular e nem sabe se comunicar com a gente humilde.

Outro erro crasso do governo Dilma Rousseff foi investir na demonização das Forças Armadas. De onde poderia lhe advir um apoio decisivo num momento de grande turbulência política, mas, uma esquerda que si inspira nos regimes cubanos e venezuelanos influencia a presidenta de modo a ela insistir num discurso velho e ultrapassado que perdeu completamente o sentido com a lei da anistia.

Outro erro que Dilma Rousseff vem cometendo é bater de frente com o Poder Judiciário.   
Postar um comentário