sábado, 18 de junho de 2016

Boca Maldita é o termômetro da política sãoraimundense


Foto de Larissa Reis


O espaço Boca Maldita, num curto espaço de tempo acabou se transformando num verdadeiro termômetro da política do município de São Raimundo Nonato, por ser um local onde reúnem-se intelectuais, estudantes, políticos e profissionais liberais para debaterem sobre a política local, estadual e federal.

Quem quiser ficar bem informado sobre a política deste município, tem necessariamente que circular pelo espaço Boca Maldita. É que nesse lugar, circulam políticos da situação e de oposição, o que faz com que às últimas notícias do mundo político sãoraimundense sejam divulgadas em primeira mão nesse espaço.

Neste dia 18/6, o espaço Boca Maldita contou com as presenças do acadêmico de direito Samuel Negreiros, dos servidores municipais, Jorge Barbosa, Serginho da SEMTAS, do bancário aposentado Jurandir Macêdo, do radialista Lucas Parente (FM Cultura) e Levi Negreiros. Todos marinheiros de primeira viagem.

Destaco aqui as presenças dos frequentadores permanentes, a professora Verinha Castro, Galeguinho (presidente municipal do PCdoB), Evandro Júnior (assistente contábil), o cantor Waldir do Paisinho (cantor) e a professora Minerva Castro.

Quem também circulou hoje pelo espaço Boca Maldita, foi o pré-candidato a prefeito do município de São Raimundo Nonato, o engenheiro civil, Beto Macêdo, que nessa oportunidade reafirmou o seu desejo de disputar a sucessão municipal. Beto Macedo ao ser questionado sobre sua possível desistência da sua pré-candidatura, repetiu uma frase que já havia pronunciado antes: “Nem todo ouro ou toda prata do mundo me fará desistir do projeto de ser prefeito do município de São Raimundo Nonato”.
Postar um comentário