domingo, 19 de junho de 2016

Operação Lava Jato fechou o cerco ao PMDB


O resto do país não pode se sacrificar pelo estado do Rio de Janeiro, o único estado brasileiro que será beneficiado com a realização das Olimpíadas no país. A propósito: todos os grandes eventos são realizados nesse estado da região Sudeste.
Depois do Partido dos Trabalhadores (PT), chegou a vez do PMDB ser desconstruído pela Operação Lava Jato. O PMDB que desestruturou o PT ao retirar o seu apoio ao governo da presidenta Dilma Rousseff, vê-se agora mergulhado numa crise que tudo leva a crer, não poupará o PMDB do mesmo destino do partido de Lula.

Com a quebradeira dos governos estaduais e o socorro do governo Temer ao estado do Rio de Janeiro, o governo do PMDB abriu um precedente muito perigoso, porque ele não poderá deixar de atender aos pedidos de socorros dos estados que estão de pires na mão, porque ao fazê-lo, o governo do PMDB perderá apoio dos governadores e das bancadas de estados que estão em situação falimentar.

A situação do governo Temer que já era periclitante, com esse pedido de socorro do estado do Rio de Janeiro e o aparecimento do seu nome na delação premiada do ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado ficou muito mais complicada ainda.

Se a economia não reagir favoravelmente, até o final de julho, Dilma Rousseff poderá até não voltar ao poder, mas Temer dificilmente não terá condições para se manter no poder. Quem viver verá!
Postar um comentário