sexta-feira, 8 de julho de 2016

Enfim, a queda de Cunha!



O começo do fim de Eduardo Cosentino Cunha, religioso
A queda do deputado federal afastado, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), ansiosamente aguardada pelo povo brasileiro, finalmente aconteceu, depois de muitas negativas e bravatas do renunciante.

A renúncia de Cunha da presidência da Câmara Federal, representa apenas uma meia vitória do Brasil esclarecido, uma vez que esse ‘réu espertalhão’, ainda mantém, embora já tenha sido afastado pelo Supremo tribunal Federal (STF) do exercício do seu mandato.

A renúncia de Eduardo Cunha da presidência da Câmara Federal, aconteceu depois que esse parlamentar fluminense se reuniu clandestinamente com o presidente provisório, Michel Temer, o que levanta algumas suspeitas sobre o encontro ocorrido entre Cunha e Temer no Palácio do Jaburu, sem ser agendado.

A grande imprensa especula sobre um acordo firmado entre esse deputado federal afastado e o presidente interino, o que garante ao segundo, alguns benefícios, como por exemplo, a não perda do mandato, entre outros.  

Cunha deve perde o mandato e ser preso em seguida. É isso que a sociedade brasileira espera.
Postar um comentário