domingo, 28 de agosto de 2016

O PT está sendo desidratado e encolhendo

O PT está sendo desidratado e encolhendo e poderá morrer de inanição

O Instituo de Opinião Pública e Estatística (Ibope) realizou pesquisa para prefeito de Belém do Pará e ouviu 602 eleitores dessa cidade entre os dias 22 e 25 de agosto.

O candidato do PSOL, o deputado federal Edmilson aparece com 37%, Éder Mauro (PSD) com 28%, Zenaldo (PSDB) com 11%, Úrsula (REDE) com, 4% e Regina Barata (PT) com apenas 3% das intenções de votos.

O Partido dos Trabalhadores (PT), que governou a capital paraense de 1997 a 2004 e governa o país há 13 anos, aparece nessa pesquisa de intenções de votos em quinto lugar e isso é motivo de preocupação dos petistas para com o futuro de partido que em 2012 elegeu 619 prefeitos e desses 619, 69 já deixaram o PT até dezembro de 2015.       

Um dado bastante emblemático da desidratação do PT é o número de candidatos que o PT lançou para prefeito em todo o país em 2016. De acordo com o TSE, o número de concorrentes petistas a prefeito minguou de 1.829, em 2012, para 992 neste ano (45,76% a menos).

Para piorar ainda mais o seu quadro clínico, o PT desandou a fazer coligações espúrias, como no estado do Piauí, onde o PT participa da chapa encabeçada pelo PTB nos municípios de Teresina (capital), pelo PP em São Raimundo Nonato e no município de Picos o candidato do PT tem companheiro de chapa, um petebista.  

Postar um comentário