quarta-feira, 17 de agosto de 2016

O PT vendeu sua alma ao diabo



Nada mais repugnante e ultrajante do que o apoio do Partido dos Trabalhadores (PT) a candidatos do Partido Progressista (PP) no estado do Piauí. Um estado governado por um petista. O PP que está seno um algoz da presidenta afastada Dilma Rousseff, de Lula e do próprio PT, por ter tido uma participação decisiva na admissão do processo de impeachment nas duas casas do Congresso Nacional.  

No município de São Raimundo Nonato, o PT na maior sem cerimônia aceitou indicar o candidato a vice-prefeito numa chapa encabeçada pelo partido do senador Ciro Nogueira (PP-PI) e do deputado federal Paulo Salim Maluf. Uma pouca vergonha.

O PT em que pese a grave crise que atravessa, ainda é o segundo maior partido brasileiro, o partido como maior capilaridade nacional e com maior base social. Um partido desse tamanho e importância não pode ser e não deve ser força auxiliar, sobretudo, dos partidos que traíram Dilma e Lula.   


Em TemPo:

A direção nacional do Partido dos Trabalhadores (PT) deveria intervir em todos os diretórios, onde o PT aliançou-se com o PP.


Postar um comentário