terça-feira, 4 de outubro de 2016

Maranhão oferece grandes oportunidades de negócios



Presidente da Federação das Indústrias do Maranhão, Edilson Baldez das Neves, participou de reunião da Câmara Brasileira Americana de Comércio

Trem da empresa VLI que faz o escoamento da produção agrícola/Divulgação (Foto: Divulgação)

As oportunidades de negócios no Maranhão foram apresentadas a empresários estrangeiros no mês de setembro pelo presidente da Federação das Indústrias do Maranhão (Fiema), Edil­son Baldez das Neves, que participou de uma reunião de trabalho na Brazilian-American Chamberof Commerce (Câmara Bra­sileira Americana de Comércio), em Nova York e no Canadá.

A apresentação fez parte de uma Missão Empresarial promovida pela ação Pró-Amazônia, que busca a inserção internacional da Amazônia como estratégia indutora de desenvolvimento sustentável da região.

Segundo Edilson Baldez, o Maranhão reúne todas as condições de um espaço estratégico para investimentos, seja pela disponibilidade de seus recursos naturais, seja pela infraestrutura física e econômica ou por sua maior proximidade aos grandes mercados internacionais.

“Com um portfólio de investimentos, em andamento, calculado em R$ 85 bilhões e oriundo de grandes grupos nacionais e estrangeiros, o Maranhão tem se tornado muito atrativo em diversas áreas econômicas, como aciaria, cimento, ouro, agronegócio (principalmente cana de açúcar, milho e soja), pecuária (carne, leite e seus derivados), geração de energia (biomassa, hidrelétrica, térmica, eólica e solar), papel e celulose e construção civil, entre outras”, destacou o presidente.

Edilson Baldez salientou que tanto as empresas internacionais quanto as nacionais recebem todo o suporte do Sistema Fiema – Sesi, Senai, IEL e Federação - muito antes mesmo da sua implantação no estado e na capacitação técnica e qualificação de mão de obra local.

“Possuímos estudos técnicos e um portfólio das potencialidades do estado, além de um plano de desenvolvimento estratégico para investimentos, assim como uma articulação com os governos estadual e municipal para um plano de incentivos a investimentos empresariais. Nosso interesse é defender o desenvolvimento industrial do Maranhão e promover ações para que isso aconteça”, pontuou Edilson Baldez.

Perfil da indústria – Maranhão

ü PIB industrial: R$ 11,4 bilhões
ü Participação no PIB industrial nacional: 1%
ü Variação da participação no PIB industrial nacional (entre 2010 e 2013): aumento de 0,2 p.p.
ü Número de trabalhadores: 105.506
ü Participação da indústria no PIB do estado: 19%
ü Variação na participação da indústria no PIB do estado (entre 2010 e 2013): alta de 2,2 p.p.
ü Principais setores: Construção (46,3%), serviços industriais de utilidade pública (15,2%), metalurgia (9,6%)
ü Exportação do setor: US$ 2,125 bilhões em 2015
ü Salário médio: R$ 1.805,30 (20,2% abaixo da média nacional)
ü Curiosidade: A tarifa de energia média para consumidores industriais é de R$ 474,40/MWh, a segunda maior da região Nordeste, atrás apenas da tarifa média praticada no Piauí (R$ 505,00/MWh)

Fonte: Blog Maranhão Maravilha
Postar um comentário