sábado, 4 de março de 2017

Renan quer tornar-se simpático aos olhos da nação



''Essa proposta da reforma previdenciária que foi mandada para o Congresso Nacional parece bastante exagerada.” (Frase do senador Renan Calheiros (PMDB-AL)

Com essa sua frase, o ex-presidente do Senado e agora líder do PMDB nessa casa, Renan Calheiros, tenta torrar-se agradável aos olhos do país, como quem tenta conquistar apoio popular, já que esse parlamentar alagoano, vai enfrentar uma dura batalha na justiça, onde responde a vários processos.

Com o seu poder reduzido, Renan Calheiros que sempre desafiou o Poder Judiciário, busca respaldo junto ao povo brasileiro, numa tentativa para suavizar sua situação.

Crítico de operações policiais, como a Lava-Jato, o ex-presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), responde a 12 apurações criminais no Supremo Tribunal Federal (STF). São 11 inquéritos abertos e um dependente de um despacho do ministro Dias Toffoli para ser iniciado.

Com o bombardeio de acusações que serão divulgadas pela imprensa contra políticos do PMDB, PP, PT e PSDBP com a quebra do sigilo das delações premiadas de ex-executivos da Odebrecht, o senador Renan Calheiros deverá ter a sua situação ainda mais complicada.

Um dia a casa cai.
Postar um comentário