terça-feira, 21 de março de 2017

Ricardo Boechat não tem opinião própria

Os comentários feitos diariamente pelo jornalista Ricardo Boechat, na Bandnews FW, refletem o pensamento da empresa que lhe emprega. Isso nos remete a um diálogo travado entre o jornalista e empresário Assis Chateaubriand, dono à época do grupo de mídia Diários Associados e o também jornalista David Nasser, que defendia seu ponto de vista sobre a matéria que havia escrito e o empresário que defendia os seus interesses. Desnecessário dizer que os interesses em questão eram conflitantes.

David Nasser, ao argumentar com Assis Chateaubriand, tentava defender seu ponto de vista, ao que respondeu o dono Dos Diários Associados: Dr. Davi Nasser, se o senhor quiser ter opinião própria que tenha um jornal, uma rádio ou uma emissora de televisão.

O jornalista da Bandnews FM e da Bandnews TV, insiste em atacar a Policia Federal (PF), responsabilizando essa instituição séria, pelos prejuízos causados aos frigoríficos brasileiros que sofrearam com a redução das suas vendas para mercados externos.

A PF está no seu papel de guardiã dos interesses do povo brasileiro e que não pode ser sacrificado pela ganância de certos empresários. Se existe alguém culpado por grave crise que ora se abate sobre esse importante setor da economia, é o governo através do ministério da Agricultura, os empregados dos frigoríficos e fiscais desonestos que permitiram que o povo brasileiro se alimentasse de proteínas animal adulteradas e com prazo de validade vencido.

É mito achar que jornalista, radialista e apresentador de televisão tem opinião própria. Para se manter no emprego, o profissional da área de comunicação, via de regra, se submete ao que se convencionou chamar de linha editorial do jornal. O editorial que dá o direcionamento dos interesses do veículo de comunicação, que geralmente não combina com os interesses do empregado que para manter o seu emprego escreve ou fala o que não e conflitante com os interesses do patrão.

A propósito, os blogs que nos sites de notícias são independentes, esses não merecem nenhum destaque na primeira página dos seus respectivos sites, o que acaba sendo um tipo de censura sútil, mesmo que a matéria veiculada seja relevante.
Postar um comentário