terça-feira, 7 de março de 2017

Temer deveria fazer uma opção pelo Brasil


Temer e o que sobrou do núcleo duro do seu governo  
Optar pelo Brasil significa propor ao país uma concertação social capaz de unir o país e salvá-lo de uma tragédia iminente, caso ninguém tome essa iniciativa.

Em primeiro lugar, podemos dizer que a utilização da concertação social implica na intenção de realizar um acordo entre o governo e seus atores sociais, para solucionar um problema nacional de cunho econômico, social e moral.

Quem são os atores sociais que devem ser convocados pelo chefe do Poder Executivo para que através de um amplo diálogo nacional se tentar resolver as crises política, econômica, social e moral que ameaçam o futuro deste país como nação? A CNBB, ABI, as centrais sindicais, os movimentos dos trabalhadores sem Terra e sem moradia, os partidos políticos, a OAB e as Forças Armadas. 

Sendo que de todas as crises, a maior e mais grave é a da falta de credibilidade da sociedade brasileira nos seus atores políticos, inclusive no próprio presidente da república, Michel Temer que a cada nova pesquisa de opinião pública vê o seu prestígio derreter, assim como derreteu o prestígio da ex-presidenta Dilma Rousseff e do seu partido, o Partido dos Trabalhadores (PT), o que tornou inviável a presença da presidenta Dilma Rousseff e do seu partido no poder.    
  
Como o presidente da república Michel Temer não tem vocação para fazer história e o seu partido e os seus amigos são mais importantes do que o país e o povo brasileiro, só nos resta aguardar pela nossa tragédia anunciada. Quem sobreviver verá!
Postar um comentário