sexta-feira, 17 de março de 2017

Um governo entreguista

Um governo entreguista se caracteriza pela participação do capital internacional e na “entrega” da exploração das riquezas naturais a grupos estrangeiros.

A privatização da antiga Companhia Vale do Rio Doce, do setor elétrico e das comunicações é a maior demonstração dessa prática de lesa pátria pelos governos de Fernando Henrique Cardoso. Um programa de privatização financiado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

O caso de privatização mais emblemático, foi o da Companhia Energética do Maranhão (Cemar), que foi adquirida pela Pensilvânia Power & Light (PPL) e que passados dois anos da sua aquisição, essa empresa norte-americana desistiu do negócio e foi embora. Ai veio o grupo GP que assumiu esse negócio a custo zero, só herdando as dívidas assumidas junto ao BNDES.

As privatizações dos aeroportos brasileiros é mais uma entrega do patrimônio nacional aos investidores estrangeiros.  

Esperava-se que com a eleição de Lula, as privatizações feitas pelos governos FHC fossem investigadas, para que o povo entendesse as razões das privatizações feitas, a preço de banana, como foi a privatização da  Companhia Vale do Rio Doce. E os governos petistas ignoraram completamente o processo de privatização iniciado por FHC.

As privatizações dos aeroportos brasileiros que estão sendo realizadas pelo governo Temer, devem ser investigadas para que o país não tenha mais uma vez o seu patrimônio dilapidado e sabia, a destinação do dinheiro arrecadado pela venda dos nossos maiores patrimônios.
Postar um comentário