terça-feira, 4 de abril de 2017

Hoje é o Dia D da nossa republiqueta


Os dissimulados

Nos países sérios os ex-presidentes merece serem tratados com respeito e admiração. No Brasil não, porque nenhum ex-presidente resiste a uma investigação séria e criteriosa. O PSDB fez uma privatização a toque de caixa e FHC, segundo a imprensa comprou um segundo mandato.
  
A nação brasileira espera no dia de hoje, não ser mais uma vez ultrajada em nome da governabilidade e da harmonia, como propõe o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, filiado ao partido que entrou na justiça para ganhar no tapetão o mandato legitimamente conquistado pela ex-presidenta Dilma Rousseff e que agora trabalha para que a chapa Dilma-Temer não seja cassada, porque o PSDB voltou ao poder através do PMDB.

Fazendo coro com FHC está o ministro do STF e presidente do Superior Tribunal Eleitoral (STE), Gilmar Mendes que numa das suas muitas entrevistas recomenda ponderação aos ministros que irão julgar o processo cassação da chapa Dilma-Temer. Ponderação coisa nenhuma, o povo brasileiro quer que a justiça seja feita.

Ponderação uma ova, o Brasil para tornar-se um país decente, ético e moralmente aceitável precisa exorcizar os seus fantasmas e demônios e não transigir em fatos como esse, mesmo que o país corra o risco de tornar-se ingovernável.

O PMDB & Cia não tem moral suficiente para exigir ponderação dos ministros do STE.
Postar um comentário