quarta-feira, 17 de maio de 2017

O mundo é um barril de pólvora


São muitas as causas que contribuem para que o mundo que nós habitamos se torne cada vez mais perigoso, mas, entre as principais causas eu destaco a explosão demográfica, o desemprego estrutural e o rentável negócio das drogas.

Quais os problemas provocados pela super. população ou explosão demográfica? O esgotamento dos recursos naturais, sobretudo de combustíveis fósseis, aumento dos níveis de poluição do ar, da água, do solo e da poluição sonora, a destruição de florestas e a perda de ecossistemas que sustentam o oxigênio atmosférico global e o equilíbrio do dióxido de carbono. Cerca de oito milhões de hectares de florestas são perdidos todos os anos; perda irreversível de terras férteis ​​e aumentos de desertificação.

Quais as consequências do desemprego estrutural? O desemprego estrutural é aquele em que o emprego do trabalhador é substituído por máquinas ou processos modernos. O elevado índice de desemprego em todo o mundo é uma consequência do emprego indisciplinado de novas tecnologias, como a robótica a informática. Com as maquinas substituindo o homem nas linhas de produção, cai automaticamente o consumo, porque o homem perde poder aquisitivo e as máquinas não consomem e também não recolhem encargos sociais.  

O lucrativo mercado das drogas tem como consequência, o recrudescimento da violência, porque esse mercado funciona de maneira clandestina, o que obriga o estado a investir cada vez mais em segurança do que em saúde, educação, lazer e infraestrutura.  

O Brasil é um barril de pólvora, prestes a explodir, porque o estado paralelo que se sustenta através do mercado das drogas, em algumas áreas se faz mais presente do que o estado oficial.

Com o cada vez mais crescente aumento do desemprego, o exército do estado paralelo dispõe de mais recrutas, de jovens desiludidos com o seu país e sem perspectivas de um futuro melhor. 

Outro componente desse barril de pólvora é a extrema desigualdade social, que a cada dia aumenta o fosso que separa ricos e pobres. Sendo que o número de podres é exponencialmente maior, o que faz aumentar o clima de choque permanente d que estão no topo da pirâmide e d que formam a base da pirâmide.
Postar um comentário