sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Sob Temer os programas sociais estão encolhendo



Os mais importantes programas sociais dos governos Lula e Dilma Rousseff, o programa Bolsa Família e o Luz Para Todos, estão sendo asfixiados pelo ministro da Fazenda Henrique Meirelles, em nome de um ajuste fiscal que favorece fundamentalmente a ciranda financeira (giro financeiro com fins especulativos apenas, onde ninguém faz nada de produtivo, mas fatura alto na especulação sem gerar empregos ou riquezas para o país) e o deus mercado. O governo Temer que vê nessa débil recuperação econômica, representada por um fraco crescimento econômico, sem a geração de empregos formais, a sua única tábua de salvação, porque a hora em que os investidores retirarem o seu apoio a um governo que fez opção preferencial pelos ricos, esse governo cai. O banqueiro Henrique Meirelles que é o representante do mercado financeiro no governo impopular de Michel Temer. O mais impopular de toda era republicana.

O governo Temer reduz a cada mês o número de beneficiários do programa Bolsa Família e cria todo tipo de empecilho para o ingresso de novos beneficiários. O programa Luz Para Todos, sob o governo Temer está praticamente desativado, porque não dispõe de recursos para sua continuação e ampliação.  

Que tiver a preocupação de andar pelas regiões mais pobres do país e os bairros periféricos das grandes metrópoles brasileiras, perceberá que a miséria no país vem crescendo numa velocidade assustadora, o que está fazendo com que as famílias que tinham deixado a linha de pobreza, voltem a sua antiga condição de famílias paupérrimas.

O aumento da pobreza e do número de pessoas excluídas pelo sistema, talvez explique a enorme liderança que Lula ainda exerce nas regiões mais pobres de todo o país.  
Postar um comentário