sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

40% de aumento na tarifa de energia é um tsunami na economia

Quando o Governo Federal aplicou uma redução na tarifa de energia elétrica de 16%, em média para o consumidor doméstico, e até 28% para a indústria em 2013, o país respirou aliviado, porque com essa redução no preço do principal insumo da indústria e do comércio os empregos seriam preservados e novos empregos seriam criados. O consumidor aplaudiu a presidenta Dilma Rousseff que teve a coragem de adotar uma medida que iria repercutir favoravelmente em toda cadeia produtiva e na economia doméstica.

Hoje passado quase dois anos dessa decisão corajosa e benfazeja, eis que o povo brasileiro foi surpreendido com o anuncio feito pelo ministro de Minas e Energia (MME), o peemedebista Eduardo Cunha, sobre o aumento de 40% na tarifa de energia elétrica de maneira linear. Sem que o comércio e a indústria sejam menos penalizados.  

Se a economia brasileira já vinha sofrendo solavancos, com esse aumento absurdo da energia elétrica, a recessão inevitavelmente se instalará de vez no país.

Somado a esse problema que é o aumento da energia elétrica, surge outro problema para a economia brasileira que é o aumento do preço dos derivados de petróleo.

Com o aumento absurdo da tarifa de energia elétrica e dos derivados de petróleo, não tem como frear a espiral inflacionária.

Siga o blog Dom Severino no Twitter, no Facebook e no PortalAz  
Postar um comentário