quarta-feira, 15 de abril de 2015

Os políticos brasileiros não tem legitimidade


No Brasil, como quase tudo acontece, os políticos ingressam na política sem estarem credenciados para tal, ou seja, não fizeram nada antes, que justifique as suas pretensões como representantes do povo. Nos EUA os políticos antes ingressarem na carreira política realizam algum tipo de trabalho social, o que os legitima com pretendentes a disputarem uma vaga no parlamento ou no Poder Executivo. O presidente Barack Obama, por exemplo, começou a sua vida pública dando assistência jurídica aos norte-americanos sem teto.

Os políticos brasileiros com raríssimas exceções são alpinistas sociais, pessoas que veem num mandato político uma chance de ascensão social, o que dificilmente conseguiriam em qualquer outro ramo de atividade. Para que se tenham uma ideia poucos políticos, num universo de 513 deputados federais e 81 senadores, são profissionais bem sucedidos nas suas verdadeiras profissões. Dito isso é hora de propor uma mudança de cultura na política nacional. Mas isso passa necessariamente por uma educação transformadora e reparadora. Uma educação que forme homens e mulheres conscientes politicamente.

Os nossos políticos, com as exceções de praxes são verdadeiros gigolôs da pátria, porque vivem exclusivamente dela sem fazer esforço, quando muito fazem Mise en scène, fazem teatro para enganarem os espíritos puros e ainda crentes no gênero humano. Os ressabiados e céticos quanto a honestidades da nossa classe política, preferem trocar seus votos por pequenos favores.
Postar um comentário