segunda-feira, 17 de agosto de 2015

A televisão segundo Eduardo Galeano


A tevê dispara imagens que reproduzem o sistema e as vozes que lhe fazem eco; e não há canto do mundo que ela não alcance. O planeta inteiro é um vasto subúrbio de Dallas. Nós comemos emoções importadas como se fossem salsichas em lata, enquanto os jovens filhos da televisão, treinados para contemplar a vida em vez de fazê-la, sacodem os ombros.  
Na América Latina, a liberdade de expressão consiste no direito ao resmungo em algum rádio ou em jornais de escassa circulação. Os livros não precisam ser proibidos pela policia: os preços já os proíbe. (Livro dos abraços)

Siga no  Twitter, no Facebook e no Portalaz ao blog Dom Severino
Postar um comentário