quinta-feira, 10 de setembro de 2015

A oposição herdará o apocalipse




O impeachment da presidenta Dilma Rousseff transformará o Partido dos Trabalhadores (PT) numa vitima das elites brasileiras, caso o partido que o substituía o PT no governo fracasse - como tudo leva a crer que acontecerá

A imprensa brasileira já fez o seu papel que é revelar ao povo as entranhas do poder e os desmandos administrativos do governo. Cabe agora a essa mesma imprensa, diante da situação de quase anomia e de caos nas finanças, investir num grande pacto de salvação nacional. Um pacto que reúna em torno de uma grande mesa situação e oposição e as demais forças vivas da nação.

Engana-se que pensa que o fim prematuro do governo da presidenta Dilma Rousseff vai beneficiar esse ou aquele partido. Não vai não, porque quem eventualmente assumir o governo irá governar um país divido e tendo como principal partido de oposição, o Partido dos Trabalhadores (PT). Um partido que contará com o apoio da União Nacional dos Estudantes (UNE), a Central única dos Trabalhadores (CUT) e o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e os expulsos do programa Bolsa Família.

As 14 milhões de famílias (70 milhões de brasileiros) cadastradas no programa Bolsa Família irão todas para a oposição, porque tanto o PSDB como o PMDB acredita que a saída para resolver a nossa grave crise econômica é acabar com os programas sociais.  

E o governo tampão que assumir em substituição ao PT estará fatalmente condenado a seguir o mesmo destino do PT, porque ele não conseguirá salvar o Brasil da hecatombe que inevitavelmente sucederá.

A oposição herdará o apocalipse e não poderá contar com o apoio da nova classe média e dos beneficiários dos programas sociais.

Siga no  Twitter, no Facebook e no Portalaz ao blog Dom Severino
Postar um comentário