sábado, 26 de setembro de 2015

O PT começa a desintegrar-se


A perspectiva de que o governo da presidenta Dilma Rousseff está com os seus dias contados, está levando alguns parlamentares petistas a se abrigarem em outras siglas. Quem primeiro se deu conta da tragédia que iria se abater sobre o quarto governo do Partido dos Trabalhadores (PT), foi à senadora Marta Suplicy, que no dia de hoje filiou-se ao PMDB.

Outro parlamentar que acabou de deixar o PT, foi o deputado federal Alessandro Molon - que na última quarta-feira filiou-se à Rede de Sustentabilidade. O próximo parlamentar a deixar o PT deverá ser o senador Jorge Viana (PT-AC), um petista histórico que em entrevista à revista Carta Capital disse o seguinte: “Para salvar o governo, a única solução é piorar o governo. Seria melhor ter perdido a eleição”. Essa frase dita por esse senador sugere que Dilma Rousseff perdeu o controle da situação e na tentativa de salvar o seu governo está fazendo o jogo do mercado e dos bancos em detrimento dos trabalhadores.

O líder do governo Dilma Rousseff na Câmara Federal, o deputado federal Sibá Machado (PT-AC) conspira abertamente contra os ministros da Casa Civil e da Fazenda que bem ou mal estão tentando aprovar o ajuste fiscal, um pacote de maldades, mas, a única saída possível para debelar uma crise que ameaça a governabilidade e o futuro do Partido dos Trabalhadores.
Dilma Rousseff transita num campo minado e vive cercada de inimigos por todos os lados. Até uma parte significativa do seu partido conspira contra o seu governo.       

Siga no  Twitter, no Facebook e no Portalaz ao blog Dom Severino
Postar um comentário