sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Dilma cooptou a tropa de choque de Eduardo Cunha



A presidenta Dilma Rousseff aplicou um duro golpe no seu arquirrival, o presidente da Câmara Federal Eduardo Cunha ao atrair para sua causa ninguém menos que o deputado federal Celso Pansera (PMDB-RJ), o braço direito de Eduardo Cunha e o líder do PMDB na Câmara Federal, o deputado federal Leonardo Picciani (PMDB-RJ), um fiel escudeiro de Cunha.

A escolha do deputado federal Celso Pansera para ministro de Ciência e Tecnologia, com o aval do seu líder na Câmara Federal foi o resultado de uma ampla negociação entre o governo federal e o grupo liderado por Eduardo Cunha. Além do ministério que vai ser ocupado por Pansera, o PMDB ainda emplacou o deputado federal Marcelo Castro no ministério da Saúde com o beneplácito do líder do líder do PMDB na Câmara Federal, deputado fluminense Leonardo Picciani.

Se Dilma Rousseff após esse movimentado balcão de negócios não conseguir aprovar os vetos e a aprovação do ajuste fiscal, só lhe restam duas alternativas: renunciar ou aguardar ou pedir uma licença remunerada e abrir caminho para Michel Temer. 

Siga no  Twitter, no Facebook e no Portalaz ao blog Dom Severino
Postar um comentário