domingo, 25 de outubro de 2015

O PT começa desmanchar-se



A loucura pelo poder sem limites e permanente fizeram os petistas perderem a noção do perigo e o senso do ridículo.      

O PT perdeu 11% dos prefeitos que elegeu em 2012. Isso reflete a grave crise que se abateu sobre um partido que chegou ao poder para mudar o país e promover uma ruptura com o passado. Um passado representado pelos oligarcas, pelos coronéis da política brasileira, pela miséria e a fome.

A redução da pobreza extrema é o grande legado que o Partido dos Trabalhadores (PT) deixará para as futuras gerações. Uma política de grande alcance social, mas que foi manchada pelos escândalos de corrupção patrocinados por petistas que tem um projeto de poder que deve durar pelo menos 20 anos e por uma política clientelista e assistencialista exacerbada.

O barco do PT está à deriva e adernando, o que prenuncia o afundamento de um barco que até o ano de 2010 navegava num mar de águas tranquilas. Os escândalos do Mensalão, do Petrolão e a desarrumação da economia que está destruindo milhões de empregos, transformaram um mar tranquilo num mar revolto. E o barco do PT está sendo tragado por esse mar.  


O prefeito Fernando Haddad já negocia abertamente com o partido de Marina Silva sua saída do  PT. Os ratos já começaram abandonar o navio avariado.    


Siga  no  Twitter, no Facebook e no Portalaz ao blog Dom Severino 
Postar um comentário