domingo, 20 de dezembro de 2015

Governo Dilma Rousseff esboça uma reação


A última pesquisa Datafolha divulgada neste sábado (19) no jornal “Folha de S. Paulo” indica os seguintes percentuais sobre avaliação do governo da presidente Dilma Rousseff (PT): Ótimo/bom: 12%- Regular: 22%- Ruim/péssimo: 65%. Não sabe: 1%. Dados melhores para o governo em comparação a pesquisa anterior.

Se considerarmos o bombardeio que o governo Dilma Rousseff vem sofrendo da mídia, a ameaça de um impeachment, outros desdobramentos da Operação Lava-Jato e a crise política que tem no principal parceiro do governo, o PMDB, o seu principal agente, essa pequena queda no item ruim/péssimo do governo, num momento muito conturbado da vida nacional, representa uma retomada de fôlego para o governo e mais tranquilidade para Dilma administrar a crise econômica.

No mês de agosto o governo Dilma atingiu o pico de 71% em desaprovação e nas duas últimas pesquisas recuou, voltando agora à situação de junho deste ano, com 65%, o terceiro pior nível desde o início do seu primeiro mandato, em 2011.

Essa última pesquisa acaba sendo uma boa notícia para a presidenta Dilma Rousseff, para o seu governo e uma ducha de água fria no animo da oposição que continua investindo no quanto pior melhor.  

Nessa mesma pesquisa Datafolha, 58% dos brasileiros dizem acreditar que uma eventual gestão do vice-presidente Michel Temer (PMDB) seria igual ou pior do que a atual gestão da presidente Dilma Rousseff. 
Essa pesquisa revela que a maioria do povo brasileiro não confia no PMDB e que o partido liderado por Michel Temer não tem legitimidade para se apresentar como uma alternativa de poder. 

As manifestações do dia (16) convocadas pela esquerda e que contou com um número bastante significativo de participantes, três vezes maior do que as convocadas pelo PSDB, DEM e PPS, mostraram que Dilma Rousseff ainda conta com o apoio da maioria do povo brasileiro.

É bom não confundir Dilma Rousseff com a banda podre do PT. 


Pedro Malasartes da Silva Soeiro
Postar um comentário