terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

O Brasil é o país dos Midas ditosos



Midas foi um lendário rei da Frígia na Ásia Menor que em tudo que tocava virava ouro. Esse parece ser o caso de muitos políticos da era petista - que num curto espaço de tempo fizeram imensas fortunas: uns fazendo palestras, outros trabalhando como lobistas e outros tantos fazendo política no Congresso Nacional ou comandando uma empresa estatal.

Mas, sob os governos petistas, outra categoria que prosperou muito, foi a dos donos de lavanderias. De homens de negócios que se especializaram em lavar dinheiro sujo. Dinheiro que via de regra é ganho através da corrupção.

A lavanderia é um tipo de negócio de curta duração e que funciona só o tempo necessário para legalizar o dinheiro destinado e desviado da construção de um hospital, de uma escola, estradas e outras obras públicas.

Esse tipo de negócio, quando todo comércio vai mal, ele vai de vento em popa, remando contra a maré.

Aos olhos da gente humilde e pura de coração - que não consegue ver maldade em nada, os donos de lavanderias vistos como verdadeiros heróis, pessoas com uma inteligência acima da média e empresários dotados de grande expertise comercial. 


Convém lembrar que que se me refiro a era petista é porque são eles que há quase 20 anos estão no poder, mas, existem corruptos em todos os partidos. Desde que sejam governantes. É claro que em todos os partidos existem políticos incorruptíveis. São poucos, mas existem!  
Postar um comentário