segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

Político profissional é pior do que o Zika Virus



“Muitas vezes é a falta de caráter que decide uma partida. Não se faz literatura, política e futebol com bons sentimentos”. (Frase de Nelson Rodrigues)

Essa frase acima de autoria do jornalista, escritor e teatrólogo pernambucano Nelson Rodrigues é emblemática da natureza política brasileira. Do sentimento daqueles que se dizem nossos representantes.

O profissionalismo na política brasileira, diferentemente das outras atividades humanas, vicia o profissional, o que obriga esse profissional, para se manter no poder, a misturar quase sempre o público com o privado. Não é à toa que este país, sai de um escândalo político e logo em seguida mergulha em outro. Não há nenhum exagero em afirmar que a vida pública é uma sucessão de escândalos monumentais.

O político brasileiro, via de regra, logo no primeiro mandato, seja no Poder Executivo ou Legislativo, melhora radicalmente a sua vida e as dos seus parentes próximos. É que sempre existe um meio do político com mandato arrumar a vida dos seus irmãos, sobrinhos, cunhados e por último os seus tarefeiros. O povo, esse é um eterno esquecido.  É óbvio que existem s honrosas exceções. Ainda Bem!

Por José de Ribamar Maluf Sauaia
Postar um comentário