segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

Delcídio Amaral é mais um homem bomba por ai



“Se me cassarem, levo metade do senado comigo”, disse o senador Delcídio Amaral.
  
O dia de hoje (22) no Senado será de muita tensão, porque o senador Delcídio Amaral (PT-MS) que está sendo investigado pela Operação Lava Jato e acaba de sair da prisão, após passar três meses preso, deverá reassumir o seu mandato nesta segunda-feira, o que poderá constranger os seus pares, sobretudo aqueles que votaram pela sua permanência na prisão, após ele ser preso pela Polícia Federal, sob a acusação de oferecer dinheiro e fuga para delator.

O que poderá desempenha um papel decisivo para a cassação do senador Delcídio Amaral é a opinião pública é a opinião pública que não acredita na sua inocência. Com medo da repercussão que poderá ter esse caso, o Senado deverá cassá-lo.

O Senado que não faz muito tempo cassou o ex-senador goiano Demóstenes Torres, por muito menos, deverá ser implacável com o ex-líder do governo Dilma Rousseff no Senado. A liberdade de Delcídio Amaral é condicional.

O PT e o governo deverão envidar todos os esforços para salvar Delcídio Amaral da guilhotina, porque ele cassado representará um perigo a mais para ambos. Delcídio Amaral é mais um 'homem bomba' no caminho do PT e do governo Dilma. Se ele resolver abrir a boca cai meio mundo no Senado e cai também à república. 
Postar um comentário