quinta-feira, 5 de maio de 2016

O mundo de Cunha está desabando

Cunha sorri pra não chorar em público

Está quinta-feira (5/5), começou muito ruim para o todo poderoso, o presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha que pelas suas artimanhas e chicanas políticas, parecia ser um político inatingível.

O deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ), era tão poderoso que ele desafiava todas as autoridades brasileiras. Digo era, porque o destino de Cunha começou a mudar no dia de ontem, com a determinação do ministro do STF, Teori Zavascki de suspender o seu mandato e consequentemente o seu afastamento da presidência da Câmara Federal.     

O STF se reúne hoje à tarde para julgar o pedido de uma ação proposta pelo Partido Rede de Sustentabilidade que pede o afastamento imediato de Eduardo Cunha da presidência da Câmara Federal.

Cunha que ficou muito fragilizado com essa decisão do ministro do STF, Teori Zavascki, ficará muito mais fragilizado ainda, caso o STF decida pela impossibilidade do atual presidente da Câmara Federal em ser presidente da república, num eventual pedido de licença do futuro presidente.
Postar um comentário