quinta-feira, 5 de maio de 2016

Marina Silva assume protagonismo político


Cunha e Aécio conspiram
No vácuo político que está sendo deixando pelo PSDB, que já declarou apoio ao eventual governo Temer, o Partido de Rede de Sustentabilidade, sob a liderança da ex-senadora Marina Silva assume o protagonismo político ao se posicionar como oposição ao governo de plantão.

Um lugar que caberia ao PSDB do candidato Aécio Neves derrotado no segundo da eleição presidencial de 2014, mas como o PSDB comandado por esse senador mineiro abdicou da condição de líder natural da oposição, para embarcar na aventura peemedebista, pelo andar da carruagem, caso Temer assuma o que ainda resta do mandato da presidenta Dilma Rousseff, será uma repetição mal- ajambrado do governo do PT.   

O julgamento do presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha, previsto para o dia de hoje, foi acelerado pelo Partido Rede de Sustentabilidade que protocolou na última terça-feira (3/5) uma ação no STF pedindo o afastamento imediato de Cunha da presidência da Câmara Federal. O que deveria ter feito o PSDB e não fez, por ter se aliado à Cunha no processo do impeachment da presidenta Dilma.
Postar um comentário