quarta-feira, 4 de maio de 2016

O PSDB vai abdicar da oposição em favor Marina Silva



O Partido Rede de Sustentabilidade, poderá ocupar o vazio deixado pelo PSDB na oposição. Ocorre que o Partido de Marina Silva, o terceiro colocado na eleição de 2014, com a ida do PSDB para o governo Temer, embora o partido de Marina Silva não seja um partido com capilaridade nacional, mesmo assim, tem cacife para se apresentar ao país como o principal partido de oposição, uma vez que o Partido dos Trabalhadores (PT) sairá moral e eticamente ‘abatido’ da refrega do impeachment.

Marina Silva foi candidata à presidência da república em 2010 pelo Partido Verde (PV), obtendo a terceira colocação no primeiro turno, com mais de 19 milhões dos votos válidos (19,33% da porcentagem total). Voltou a ser candidata em 2014 pelo PSB, ficando novamente na terceira colocação com mais de 22 milhões de votos. Essas duas expressivas votações de Marina Silva, a credenciam para assumir a liderança da oposição ao governo, uma vez que o PSDB claudica na sua posição.

Se o PSDB vir a participar direta ou indiretamente do governo do PMDB como tudo leva a crer, estará abdicando do papel de principal partido de oposição e passará o bastão para o Partido Rede de Sustentabilidade, que já entra numa disputa pela presidência com uma votação inercial de 20 milhões de votos que somados aos votos dos petistas e da esquerda órfã, descarregarão fatalmente os seus votos em Marina Silva. É que a esquerda não vota em Aécio ou em qualquer outro tucano. 

por Joachim Arouche
Postar um comentário