terça-feira, 28 de junho de 2016

As xilogravuras do maranhense AIRTON MARINHO





Airton Marinho, o artista plástico maranhense que vem assinando as mais belas coleções de xilogravuras, nestes últimos trinta anos em São Luís e em outras capitais braseiras, nasceu em Vitória do Mearim, no dia 27 de setembro de 1952, em uma pequena casa da Rua Teodoro Ferreira. Viveu na casa de nº 02, localizada na Praça Rio Branco, cujo quintal tem os fundos limitados pelo curso do rio Mearim, de quem ouvia diariamente o trovejar das suas devastadoras marés de pororoca quebrando ribanceiras, e à margem do qual cresceu ouvindo as lendas fantásticas de serpentes e reinos encantados que existiam nas profundezas das suas águas, contadas por pescadores que se reuniam para matar o tempo contando causos, frente à Igreja Matriz da cidade, nas noites de lua cheia. 

A vocação de Airton Marinho para as artes remonta da sua infância em Vitória do Mearim, tempos em que era possível ver-se o colorido flutuante dos penachos, das fitas de seda, o brilho perolado dos canutilhos e das miçangas formando belíssimos desenhos no vestuário dos brincantes do boi “Mimoso”, e se ouvia as toadas de Rosa Bobagem desafiando os cantadores mais famosos em festivas noites juninas. Já nessa época, Airton Marinho encantava a todos pela sua peculiaridade artística, tanto na fabricação de objetos artesanais e brinquedos, como na criação de desenhos e pinturas que os vitorienses lhe encomendavam. Era a manifestação de uma vocação precoce que se apresentava genuinamente, determinando os caminhos que ele deveria trilhar na vida. (Lima Coelho)
Postar um comentário