terça-feira, 14 de junho de 2016

O PT está colhendo o que plantou



“Quem planta, colhe. E a colheita, é sempre maior que o plantio”. (Lucas Rodovalho)

O Brasil apostou todas as suas fichas na eleição de Lula em 2002 e o fez na perspectiva de que o Partido dos Trabalhadores (PT) ao ascender ao poder, promovesse uma ruptura com a política dos caciques e dos coronéis. E o que se viu, após a esmagadora vitória do PT, foi esse partido que se diz dos trabalhadores se aliar com os algozes do povo brasileiro.

O PT para realizar o seu projeto de poder, algo em torno de 20 anos, radicalizou nas práticas mais absurdas de cooptação de partidos e políticos e sem nenhum pudor, apelou para as práticas que antes condenava, como a corrupção, o aparelhamento do estado, o clientelismo, assistencialismo, paternalismo e patrimonialismo.

O PT abusou tanto na prática de malfeitos, nesses quase 16 anos de mandato que hoje é um partido desmoralizado, acabrunhado, abatido e por vias de consequências, sem moral e sem ânimo para se apresentar diante do eleitor para pedir votos.

O ano eleitoral de 2016, dificilmente contará com a participação do PT nas grandes capitais, porque o petista que ousar se candidatar nos grandes centros urbanos, será ridicularizado, humilhado e escorraçado. Nos grotões e no Brasil profundo, lá onde o povo não tem a capacidade de desenvolver um espírito crítico, pode até ser que algum petista se arrisque.
Postar um comentário