quinta-feira, 16 de junho de 2016

"Último a sair apague a luz": Cai o terceiro ministro




Ministro do Turismo é a terceira vítima de Sérgio Machado

O governo de coalizão de Michel Temer, formado em um momento de dificuldade e crise nacional, por políticos, com base exclusivamente no critério político, sofreu a sua terceira baixa, num curto espaço de tempo e isso enfraquece ainda mais um governo que já nasceu comprometido com malfeitos, haja vista, a biografia nada recomendável da maioria os seus integrantes. Até o nome do presidente provisório aparece na delação firmada por Sérgio Machado com a Operação Lava Jato.  

Nos primeiros 15 dias de governo Temer, dois ministros foram instados a pedir demissão, por terem os seus nomes aparecidos nas gravações feitas pelo ex-senador tucano Sérgio Machado que foi presidente durante 11 anos da Transpetro, ex-Frota Nacional de Petroleiros (FRONAPE), por indicação política.

O terceiro ministro a pedir demissão do governo Temer no dia de hoje, foi o ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves que tentou resistir no cargo, mas, com a divulgação do conteúdo da delação premiada de Sérgio Machado, sua situação no governo provisório do PMDB ficou insustentável, por comprometer um governo já carimbado com a pecha de conivência com corruptos.

O momento que Temer está é de muito desconforto e incerteza com relação ao seu futuro e do seu partido.
Postar um comentário