quinta-feira, 16 de março de 2017

Ninguém merece acumular vários mandatos




Renovar, revigorar e oxigenar a política brasileira é urgente. Não dá mais para convivermos com verdadeiros dinossauros da política brasileira, com políticos que envelhecem e se locupletam na vida pública, sem terem trabalhado em prol do povo brasileiro, mas, exclusivamente em defesa dos seus próprios interesses e dos interesses daqueles que financiaram suas campanhas.

No estado do Piauí por exemplo, a maioria dos seus parlamentares acumulam vários mandatos, como por exemplo, o presidente da Assembleia Legislativa que já está no seu sétimo mandato e desde o ano de 2005 vem presidindo o Poder Legislativo piauiense.

Porque no Poder Legislativo, os políticos acumulam tantos mandatos? A única explicação plausível é a existência de currais eleitorais e a pobreza extrema em que a maioria expressiva do povo brasileiro vive, sobretudo nos grotões e no Brasil profundo, lá onde as ações governamentais nunca chegam. Nas verdadeiras democracias, a alternância de poder está na raiz desse sistema.  

Um político ter na sua biografia, três, quatro, cinco, seis e sete mandatos consecutivos é um absurdo, é uma aberração.

Em tempo:

No estado do Piauí, o deputado estadual Humberto da Silveira foi o campeão de mandatos: 10 mandatos no total.   
Postar um comentário