segunda-feira, 29 de maio de 2017

“Queremos construir pontes e não manter muros”

A Rússia, as alterações climáticas e a migração são os principais temas que dividem União Europeia e administração dos EUA.

Do lado europeu, espera-se que as divergências possam ser resolvidas, pelo menos algumas delas, durante a cimeira do G7, que decorre Taormina, na Sicília:
“Enquanto europeus, acreditamos em sociedades abertas e estamos sempre à procura de soluções multilaterais. Queremos construir pontes e não muros, mas temos de entender aqueles que, na Europa e em outros lugares, não veem como funciona a globalização”, adiantou o Presidente da Comissão Europeia Jean-Claude Juncker.

Sobre a questão russa as diferenças entre os dois lados, são ainda grandes. Donald Tusk é menos otimista no que diz respeito às intenções de Moscou:
“Eu sou menos otimista no que diz respeito aos planos e intenções do presidente Putin, talvez menos sentimental. Por agora, penso que é realista dizer que podemos continuar a nossa política comum em relação à Rússia, incluindo as sanções e o Acordo de Minsk”, explicou o Presidente do Conselho Europeu. 

O problema do terrorismo é outro que estará em cima da mesa neste encontro das sete economias mais industrializadas do planeta. Com Euronews
Postar um comentário