sábado, 1 de julho de 2017

Cunha cede seu comandante ao presidente Temer


Carlos Marun é o seu ídolo e mentor intelectual

O comandante da tropa de choque do presidente Michel Temer foi recrutado nas fileiras de Eduardo Cunha, o inoxidável deputado federal Carlos Marun (PMDB-MS). Esse fato reforça a denúncia do senador Renan Calheiros (PMDB-AL), que sugere que Cunha, mesmo preso, influi no governo Temer.   

O Brasil atingiu o estágio de um dos países menos sério em todo o mundo, não é por acaso, mas por obra e graça das classes política e dirigente.

De um país que produziu o Mensalão, o Petrolão é que pela primeira vez na sua história um presidente da república foi formalmente denunciado pelo Procurador-Geral da República (PGR), espera-se de tudo, inclusive ser tomado por um país avacalhado e despudorado, internamente e externamente.

A fidelidade do deputado federal Carlos Marun ao ex-deputado Eduardo Cunha e ao presidente Michel Temer tem um preço. Qual será o preço desse parlamentar? Isso só a história.   

Diante dessa nossa triste e humilhante realidade de sermos um país de homens rasos, sem estadistas, sem homens altruístas é fácil concluir que nós os brasileiros nascemos e vivemos numa republiqueta de banana.
Postar um comentário