quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

O PSDB fez a opção errada

O "Picolé de Chuchu"
O comando do PSDB em nível nacional, fez a opção errada ao aceitar o convite de Temer para participar do governo do PMDB. Ocorre que o PSDB ao se transforar em força auxiliar do PMDB, abdicou do direito de ser oposição ao Partido dos Trabalhadores (PT) e ao próprio governo Temer o que o credenciaria a disputar com chance de vitória a sucessão presidencial.  

Hoje, o PSDB é um partido descaracterizado e ainda por cima desmoralizado perante o povo, devido as peripécias do seu ex-presidente nacional, o senador Aécio Neves (PSDB-MG). Aécio Neves contra quem pesam sérias acusações de envolvimento com atividades nada republicanas.

A pré-candidatura do governador Geraldo Alckmin à sucessão presidencial está sendo vista por cientistas e analistas políticos, como uma tentativa desesperada dos tucanos de não verem o seu partido ser transformado num novo partido Democratas (DEM). Um dos partidos nanicos da política brasileira.

Geraldo Alckmin que já tentou sem sucesso se eleger presidente da república, em que pese já ter governado várias vezes o maior e mais importante estado brasileiro, não tem capilaridade nacional, ou seja, não é um líder nacional.

Nos estados brasileiros o PSDB não dispõe de quadros que ajudem o candidato nacional. No estado do Piauí, por exemplo, as lideranças tucanas tem apenas dimensão municipal, como o prefeito de Teresina.
Postar um comentário