terça-feira, 12 de dezembro de 2017

Vivendo num mundo movido pela insensatez






Se pararmos um pouco para pensar, logo chegaremos a conclusão que nós estamos vivendo num mundo movido pela insensatez. Própria do homem, que é dotado de uma razão que o leva a agir conforme os seus interesses, ambições, vaidades e o sonho de poder e glória.

Tudo que o homem faz na vida é levado por uma dessas suas quatro qualidades ou defeitos. A guerra, por exemplo, tem como principal motivação o sonho e o desejo de poder de um chefe de estado de expandir suas fronteiras e dominar outros povos. O uso da máquina (robô e computador) pelo empresário é feito com base na produtividade e no lucro. A máquina que elimina o trabalho humano e provoca o desemprego.

As invenções do homem, embora tenham sido inventadas com bons propósitos, supõe-se, acabam sempre se voltando contra o próprio homem, como as primeiras armas que foram inventadas para o homem se defender e se proteger num ambiente hostil, evoluíram tanto e se fizeram tão necessárias que hoje em dia, a indústria de armamentos é a que mais cresce, a que mais gera lucro e a que mais emprega mão de obra. A indústria bélica, por exemplo, se for desativada em países como EUA, Rússia, China e o próprio Brasil é capaz de provocar desemprego em massa.

O desenvolvimento e a aplicação da Inteligência Artificial (IA), aos poucos vai transformando o homem em algo obsoleto. Quando falamos em inteligência artificial (IA) logo nos vem a imagem de um robô e um computador substituindo o ser humano em um sem número de atividades, mas não é só na automação que ela é utilizada. Podemos não perceber, mas a Inteligência Artificial está em nossas atividades, das mais simples, as mais sofisticadas. Sabe o corretor ortográfico do smartphone que vai completando as palavras e frases que você escreve com mais frequência? Isso é Inteligência Artificial. A máquina aprende com os hábitos do usuário e passa a entender quais as palavras mais utilizadas, fazendo as sugestões.

Desnecessário dizer que o uso da máquina, sem nenhum critério, elimina o trabalho humano e faz o homem desaparecer da face da terra. As máquinas estão no chão da fábrica, nos escritórios e nos campos de batalha.  

Diante do exposto acima, é fácil concluir que a inteligência humana está sendo usada contra o próprio ser humano. Até aonde vai dar essa aventura humana? Eis a questão!
Postar um comentário