domingo, 1 de fevereiro de 2015

Themistocles Filho não é um líder consensual

Quem acredita na possibilidade do deputado estadual Themistocles Filho (PMDB) se submeter a um 'consenso' que não lhe seja favorável, não conhece esse político peemedebista com larga experiência, convivência no parlamento estadual e sabedor da importância de presidir um poder.

Se o bom senso prevalecer na eleição da nova mesa diretora da Assembléia Legislativa do estado do Piauí (ALEPI), o Partido dos Trabalhadores (PT) não elegerá o seu candidato, já que no caso de uma eventual vitória do deputado estadual Fabinho Novo, o PT controlará dois poderes e isso não é bom para o governo e para a democracia.

O governador Wellington Dias (PT) não deve participar diretamente da eleição da ALEPI, para não deixar passar para a opinião pública a impressão que deseja controlar outro poder e num caso de derrota não fortaleça a oposição estadual que movida pelos ventos que andam soprando a favor da oposição nacional radicalize suas posições e crie sérios embaraços ao seu governo. 

O mais inteligente de parte do governo estadual é se manter neutro nessa disputa pela presidência do Poder Legislativo.

Siga o blog Dom Severino no Twitter, no Facebook e no PortalAz
Postar um comentário