sexta-feira, 20 de março de 2015

Nós estamos desabrigando os passarinhos

À medida que a especulação imobiliária avança sobre as ultimas áreas verdes, os passarinhos vão sendo desabrigados e não tem mais onde fazer os seus ninhos.

O ser humano, nas grandes metrópoles perde completamente o contato com a vida natural, porque vive o tempo todo encapsulado em blocos de cimento armado e ferro, sem ouvir o cantar dos pássaros que humanizam o ambiente, tornando a vida mais suportável.

Sem ouvir o canto dos pássaros, sem poder admirar o céu estrelado, o homem que virou escravo do dinheiro, leva uma vida artificial, o que faz com que ele, sempre que as obrigações lhe permita, fuja em busca de vida plena no campo ou no litoral. 

Admirar um pássaro em pleno vôo, se deliciar com o seu canto, vê-lo se alimentar com os restos do pão é algo que nos humaniza e nos devolve a condição de um ser de alma sensível, delicada e espiritualizada. 

O dinheiro que destrói o habitat dos pássaros escraviza o homem que para acumular riquezas será capaz de vender até a sua própria alma.
Postar um comentário