quinta-feira, 9 de abril de 2015

Os três poderes estão em baixa



Essa grave crise de natureza política, moral e ética que o Brasil atravessa, não poupa ninguém, porque todos os poderes da república estão bastante desgastados, com o Poder Executivo, neste momento liderando a rejeição e a insatisfação da sociedade brasileira, para com os seus quadros dirigentes. Qualquer pesquisa de opinião pública realizada para avaliar o nível de satisfação do povo brasileiro com o Governo Federal, o Congresso Nacional e o judiciário apontam um nível muito baixo de aprovação.

A sucessão de grandes escândalos que estão a abalar os alicerceares da república, somado a grave crise econômica, jogou lá em baixo a popularidade da presidenta Dilma Rousseff que já chegou a 70% de aprovação.

O Congresso Nacional que sempre foi rejeitado pela população brasileira, pela postura mercantilista dos seus integrantes, sempre colocada em pratica pelos congressistas e mais a presença dos nomes do presidente do Senado e da Câmara Federal na lista de suspeitos da Operação Lava-Jato, piorou ainda mais uma imagem, já vinha bastante desgastada pelo tempo e pelas práticas nada republicanas dos parlamentares brasileiros.

O Poder Judiciário que sob o comando do ministro Joaquim Barbosa, viveu momentos de glória e viu aumentar a sua credibilidade junto ao povo brasileiro, com a aposentadoria desse jurista, com as escolhas de novos ministros e as mudanças das penas dos réus da Ação Penal 470, mais conhecida como Mensalão, voltou praticamente à estaca zero, do ponto de vista da credibilidade e respeitabilidade da Suprema Corte. É que o brasileiro não acredita num poder dominado por petistas e simpatizantes do PT.

Essa grave crise de governabilidade que o país vive, está a exigir um grande pacto nacional, que reúna numa mesma mesa, as pessoas mais representativas da nação brasileira para buscar uma saída, antes que o país mergulhe numa crise, onde situação e oposição serão literalmente engolidas pela rejeição.
 
Postar um comentário