terça-feira, 21 de abril de 2015

"Tempestade perfeita"



Tudo Parece conspirar contra o governo Dilma Rousseff

A presidenta Dilma Rousseff herdou uma herança maldita. Não há nenhum exagero nessa informação, senão vejamos: o julgamento da Ação Penal 470, mais conhecida como Mensalão, a demissão de quase uma dezena de ministros, logo no inicio do seu primeiro governo sob a acusação de envolvimento com corrupção. O que a própria presidenta ao ser obrigada a demitir ministros na grande maioria egressa do governo passado, admitiu na oportunidade tratar-se de uma “faxina”. Ai veio a eleição presidencial e por muito pouco a presidenta não perdeu a reeleição, o que teria sido muito bom para o Partido dos Trabalhadores (PT), porque a forte crise que se abateu sobre o quarto governo do PT seria atribuída a responsabilidade ao governo do PSDB. E para agravar ainda mais uma situação já bastante, eis que explodiu o escândalo da Petrobras, considerado por cientistas políticos, políticos e economistas, como o maior escândalo da era republicana.

Os maus momentos que a presidenta Dilma Rousseff está vivendo, tem como causa principal à política colocada em prática pelo ex-presidente da república Luiz Inácio Lula da Silva, que para reeleger o seu sucessor manteve os preços artificiais dos derivados de petróleo, da energia elétrica e desonerou alguns setores da produção, como a indústria automobilística e de produtos conhecidos como de linha branca, o que provocou drasticamente a redução dos repasses de receitas aos estados e prefeituras do FPE e FPM. Esse último item literalmente quebrou os estados e as prefeituras.

A situação da presidenta Dilma Rousseff neste exato momento é quase insustentável, porque, para completar um quadro de agendas negativas e aumentar o clima ingovernabilidade, o PMDB que é parceiro do PT no governo, resolveu pousar de oposição e isso tem contribuído para que aumente a sensação da ausência do governo da cena política e administrativa. A situação é bastante grave, para dizer o mínimo.
Postar um comentário