terça-feira, 5 de maio de 2015

São Raimundo Nonato passa quatro dias sem água


A população do município de São Raimundo Nonato, município localizado a 513 km da capital, passou 72 horas sem água e a empresa Água e Esgoto do Piauí S/A (AGESPISA) não emitiu nenhum comunicado explicando o motivo da falta desse bem essencial.

O governador do estado do Piauí, nesses seus 120 dias de governo nunca se dignou em visitar o município de São Raimundo Nonato, o lugar onde nasceu a vice-governadora, para conhecer os problemas que vem enfrentando a comunidade sanrimundense.  A propósito: em visita oficial Margarete Coelho nunca visitou a sua terra. Mas, quando se aproximar o período eleitoral, a vice-governadora vai querer intervir no processo eleitoral municipal, pedindo voto para um parente ou correligionário, mas o povo desta terra está ‘vacinado’ contra político demagogo e Pipira, do tipo que só aparece no período de ‘manga e eleitoral’. 


Em TemPO:

Essa falta d água que levou cinco dias, aumentou a especulação sobre a quantidade de água acumulada na Barragem da Onça. O que se ouve falar é que a quantidade de água, se muito dará para abastecer esta região até o próximo mês de agosto. Outro problema que preocupa os sanraimundenses é a condição geral dessa barragem, pois segundo um técnico do DNCOS as paredes dessa barragem estão seriamente todas comprometidas pela fala de manutenção. Sobre a qualidade da água da Barragem da Onça, não é bom nem falar. Para que o meu caro eleitor tenha uma ideia da qualidade da água produzida por essa barragem, convém frisar que os ricos e a classe média de São Raimundo Nonato só fazem uso essa água para lavar carro e aguar jardim. Não é à toa que São Raimundo Nonato ostenta o titulo de maior consumidor de água mineral per capta do Piauí e das regiões Nordeste, Centro-oeste e Norte. Muitos pobres fazem um grande sacrifício, mas consomem agua mineral.
Postar um comentário