terça-feira, 30 de junho de 2015

Eles só pensam em grana e poder

Os políticos brasileiros sem exceção, não são altruístas, não pensam em fazer história e não se 'preocupam com as pessoas' que nos seus discursos demagógicos nos palanques e nos contatos pessoais juram defender quando eleitos.

Nos dois maiores escândalos da Nova República, maiores partidos faziam parte do esquema que assaltou o país. Todos capitaneados pelo Partido dos Trabalhadores (PT) que antes de chegar ao poder prometia fazer a diferença, promovendo uma ruptura com as politicas e os políticos que representavam o atraso. O que se viu com o PT no poder foi à repetição de tudo aquilo que o PT antes condenava e prometia expurgar da vida nacional.

Na lista da Operação Lava-Jato aparecem os maiores próceres do PT, PMDB, PP e outros partidos menos influentes.

Se for criada uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar as obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), um escândalo maior do que os do Mensalão e Petrolão juntos - virá à tona. Tendo os políticos como os seus operadores. 


O brasileiro na orfandade política olha para os lados e não encontra uma saída, porque os nossos políticos, com raríssimas exceções são carreiristas, oportunistas, individualistas e sem cerimônia.
 
O brasileiro por que não confia nos seus políticos segue trocando votos por um pequeno favor. Isso é coisa país subdesenvolvido. 

É óbvio que existem exceções, mas são poucas, infelizmente.  

Siga no  Twitter, no Facebook e no Portalaz ao blog Dom Severino 
Postar um comentário