segunda-feira, 3 de agosto de 2015

Cunha salvou momentaneamente o mandato de Dilma


Eduardo Cunha: a imagem do desespero


À esperteza, a malandragem e a ausência de pudor na personalidade do presidente da Câmara, o deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ) salvaram o mandato da presidenta Dilma Rousseff, que vinha sob um fogo cruzado e sem condições de montar uma agenda positiva para o seu governo. A delação do empresário Júlio Camargo fez Cunha perder o chão, o que o levou a cometer um erro crasso; que foi o anuncio do seu rompimento com o governo federal. A partir dai a grande mídia dedicou mais espaço ao presidente de uma das casas que formam o Congresso Nacional e Dilma Rousseff que vinha respirando através aparelhos, passou a respirar aliviada.

A situação de momento do presidente, Eduardo Cunha é muito delicada, para dizer o mínimo, pois até mesmo dentro do PMDB já existe uma ampla discussão sobre a sua permanência ou não na presidência da Câmara Federal. Eduardo pensou que fez um giro... Mas fez um jirau.

Agora resta saber quem cairá primeiro, se Dilma Rousseff ou Eduardo Cunha. Como o poder de fogo do governo federal é muito grande e o impeachment está descartado, tudo leva a crer que o deputado federal Cunha, além de perder a presidência da Câmara Federal poderá perder o mandato. 

Siga no  Twitter, no Facebook e no Portalaz ao blog Dom Severino
Postar um comentário