terça-feira, 15 de dezembro de 2015

Michel Temer foi abatido em pleno voo




Michel Temer e Eduardo Cunha: a corda e a caçamba 


Michel Temer foi abatido em pleno voo e o PMDB agoniza


A decisão do Conselho de Ética pela admissibilidade do processo movido contra o presidente da Câmara Federal, o peemedebista Eduardo Cunha,  e mais a apreensão de documentos e até o celular desse político fluminense por policiais federais feriu de morte o PMDB e abateu em pleno voo o  vice-presidente da república Michel Temer, que trabalha diuturnamente para apear Dilma Rousseff e assumir o seu lugar.

Além da apreensão de documentos na residência oficial, nos imóveis e escritórios na cidade do Rio de Janeiro, Cunha e outros peemedebistas e pessoas ligadas a eles estão tendo as suas casas devassadas por policiais federais à procura de documentos que ajudem as autoridades a comprovarem os delitos dos investigados.

A situação do PMDB ficou insustentável e não adianta os quererem culpar o governo por essas ações policiais e infortúnio de Eduardo Cunha e Michel Temer,  porque o juiz Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava Jato na age por determinação do governo federal.  

Está provado: O PMDB não tem moral suficiente para substituir o PT.
Postar um comentário