terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

A crise perfeita

“Essa expressão se refere a uma situação na qual um evento, em geral não favorável, é drasticamente agravado pela ocorrência de uma rara combinação de circunstâncias, transformando-se em um desastre”.

No caso brasileiro, o evento que provocou a crise política que está a ameaçar o governo Dilma Rousseff, foi o escândalo do Petrolão que que veio à tona logo no início do seu segundo mandato. Da crise de credibilidade do governo para a crise política, foi só um pulo.

Hoje, o governo da presidenta Dilma Rousseff se defende em duas frentes: uma frente no Superior Tribunal Eleitoral (STE) para se defender de uma ação movida pelo PSDB que pede a cassação do seu mandato e uma outra, na Câmara Federal, onde o presidente já recebeu um pedido de impeachment de autoria do ex-promotor de justiça e ex-petista, Hélio Bicudo.   

Do governo Dilma Rousseff que está vivendo sérias crises de credibilidade, política, moral e ética, pode-se dizer que vive a crise perfeita. Se essas todas essas crises convergirem para uma crise institucional, o país vai para o vinagre.
Postar um comentário